Cree en grande.
CONMEBOL

Bragantino firma passagem inédita à final

Bragantino firma passagem inédita à final

Red Bull Bragantino do Brasil fez história nesta quarta-feira em Assunção ao avançar à final da CONMEBOL Sudamericana-2021, a primeira definição continental da equipe após derrotar o paraguaio Libertad por 3-1 (global 5-1).

Na ida, o conjunto paulista tinha vencido por 2-0. Os gols para o Touro Vermelho foram anotados pelo argentino Tomás Cuello (9’ e 57’) e Artur (82’). O desconto foi obra de Lorenzo Melgarejo (52’).

O trabalho do goleiro Cleiton foi fundamental para o triunfo paulista, já que deteve um pênalti de Diego Viera aos 16 minutos e, pelo menos, meia dúzia de chutes a gol dos atacantes guaranis.

O time de Bragança Paulista, fundado em 1929 e adquirido pela Red Bull em 2019, disputará a Final Única em Montevidéu no dia 20 de novembro contra o vencedor do jogo Paranaense x Peñarol que duelarão nesta quinta-feira em Curitiba.

- Números do jogo -

  • Libertad igualou LDU Quito como o time com mais jogos em toda a história da CONMEBOL Sudamericana (72).
  • Libertad venceu só 1 dos seus últimos 8 encontros contra equipes brasileiras na CONMEBOL Sudamericana (3E 4D). Só bateu o Santos como local nas quartas de final desta edição (1-0).
  • Red Bull Bragantino é a nona equipe na história da CONMEBOL Sudamericana em chegar à final na primeira edição que disputa. Só três terminaram campeões: San Lorenzo em 2002, Cienciano em 2003 e Pachuca em 2006. (Estamos contando San Lorenzo e Atlético Nacional, finalistas na primeira Sudamericana da história).
  • Libertad realizou 16 finalizações dentro da área: foi sua partida com mais disparos desde esse setor do campo na competição desde pelo menos 2013.
  • Red Bull Bragantino chegou a sua vitória consecutiva como visitante na CONMEBOL Sudamericana. É a primeira equipe na história da competição em alcançar 5 vitórias consecutivas jogando fora de casa.
  • Tomás Cuello, do Red Bull Bragantino, terminou seu jogo com mais gols (2), mais finalizações (4) e mais chutes a gol (3) na CONMEBOL Sudamericana. É a primeira vez que celebra dois gols no torneio.

 

 

 

AFP / OPTA