Cree en grande.
CONMEBOL

Palmeiras, River, Flamengo e Barcelona vencem e avançam às Quartas

Palmeiras, River, Flamengo e Barcelona vencem e avançam às Quartas

O Palmeiras, campeão defensor, River Plate, Flamengo e Barcelona assinaram o livro das quartas de final da CONMEBOL Libertadores 2021, ao vencer os seus jogos de volta das oitavas de final, nesta quarta-feira.

O Verdão só precisou de um gol para se desfazer do Universidad Católica em São Paulo, um gol de Marcos Rocha aos 36 minutos, suficiente para vencer por 1-0, o mesmo placar conseguido na ida há uma semana em Santiago.

Palmeiras confrontará agora, nas quartas de final, o São Paulo, que venceu nesta terça-feira o Racing Club.

- Números do jogo -

  • Palmeiras classificou às quartas de final da CONMEBOL Libertadores pela quarta temporada consecutiva. É sua maior racha de participações consecutivas nas quartas de final do torneio.
  • Palmeiras completou seu primeiro duelo das oitavas de final da CONMEBOL Libertadores sem receber gols em nenhum dos 2 jogos. Além disso, foi a primeira vez que Palmeiras repetiu os dois resultados em uma série: vitória por 1-0 na ida e na volta.
  • Palmeiras jogou 4 vezes contra o Universidad Católica na CONMEBOL Libertadores e venceu todas. O time chileno igualou outras 4 equipes como as que mais jogaram contra o Palmeiras no torneio e perderam todos esses confrontos (Deportivo Galicia, Alianza Lima, Deportivo Táchira e Junior).
  • Com a vitória sobre o Universidad Católica, Weverton igualou Marcos como o jogador com mais vitórias no Palmeiras na CONMEBOL Libertadores. Weverton conseguiu em 36 partidas (27V 4E 5D), enquanto Marcos precisou de 57 (27V 16E 14D).

 

- River Plate avança de goleada -

River Plate, por outro lado, deslumbrou no estádio Diego Maradona e alcançou o passe da chave argentina ao golear o Argentinos Juniors, campeão da Copa em 1985, por 3-0.

O 'Milionário', que busca seu quinto título da Libertadores, chegava apressado ao duelo pelo 1-1 na ida no Monumental.

O atacante Braian Romero, com dois gols aos 35 e 54 minutos, deu o boleto aos dirigidos por Marcelo Gallardo, que confrontarão o Atlético Mineiro nas quartas de final.

- Números do jogo -

  • River venceu o Argentinos Juniors na CONMEBOL Libertadores pela primeira vez na história. Agora o histórico entre ambas as equipes está empatado (1V 3E 1D).
  • River enterrou uma racha de 13 partidas sem vitórias como visitante contra rivais argentinos na CONMEBOL Libertadores (7E 6D), terminando assim sua pior racha sem ganhar como visitante em um país em sua história no torneio.
  • Marcelo Gallardo venceu como visitante em 9 dos 10 países da CONMEBOL na CONMEBOL Libertadores. Só falta a Bolívia, onde ainda não conseguiu triunfar em 3 encontros (1E 2D).
  • Desde sua estreia em competições CONMEBOL, no dia 18 de maio de 2018, nenhum jogador marcou mais gols em torneios continentais que Braian Romero: atacante do River que soma 20 gols em 30 jogos em certames sul-americanos. Foi sua primeira 'dobradinha' na Libertadores.

 

- Barcelona avança em um vendaval -

Barcelona do Equador, um dos melhores elencos da fase de grupos, sufocou a tempo a agressividade do Vélez Sarsfield, monarca em 1994, e terminou com o passe na mão ao vencer por 3-1 em Guayaquil.

Adonis Preciado abriu o caminho da classificação aos 24 minutos, Gabriel Cortez, de pênalti, aos 69’ marcou o segundo e Jonathan Perlaza anotou o gol do desequilíbrio na série aos 80’.

O centroavante argentino Juan Lucero, autor do gol da vitória na ida em Buenos Aires, tinha igualado parcialmente as cifras aos 48 minutos.

O 'ídolo equatoriano' confrontará nas quartas de final o vencedor entre Cerro Porteño e Fluminense.

- Números do jogo -

  • Barcelona de Guayaquil marcou 3 gols contra uma equipe argentina na CONMEBOL Libertadores pela primeira vez em sua história. Além disso, iguala o histórico contra o Vélez (uma vitória para cada lado) na Copa.
  • É a segunda vez consecutiva que Barcelona de Guayaquil derrota um rival argentino em fase de eliminação direta na CONMEBOL Libertadores. Antes de eliminar o Vélez na atual edição, tinha eliminado o River nas semifinais da edição de 1990.
  • Primeira eliminação do Vélez contra um time equatoriano na CONMEBOL Libertadores. Em seu único antecedente prévio, eliminou o Liga de Quito nas oitavas de final da edição de 2011.
  • Barcelona conseguiu marcar 3 ou mais gols a seus rivais como local em 3 dos 4 jogos que disputou na atual CONMEBOL Libertadores (4V): 4 contra o The Strongest, 3 contra o Santos e 3 esta noite contra o Vélez.  

 

- O Mengão fica mais forte -

Flamengo deu o passo às quartas com uma goleada de 4-1 sobre o Defensa y Justicia em Brasília, um jogo que ficará na história por ser o primeiro com público na atual edição do torneio.

Rodrigo Caio (9’), o uruguaio Giorgian De Arrascaeta (66’) e Vitinho (83’, 90+4’) marcaram os gols para o Mengão, dirigido por Renato Gaúcho. Raúl Loaiza, aos 41’, fez o gol do 'Halcón'.

Flamengo confrontará, nas quartas de final, o ganhador da chave entre Internacional de Porto Alegre e Olímpia do Paraguai.

- Números do jogo -

  • Flamengo chegou a 13 jogos invicto na CONMEBOL Libertadores (8V 5E), igualando seu maior registro na história da Libertadores, que aconteceu entre 1984 e 1991 (9V 4E).
  • Flamengo nunca perdeu como local contra um adversário argentino na CONMEBOL Libertadores (5V 3E).
  • Flamengo conseguiu avançar de fase na CONMEBOL Libertadores, após jogar contra um adversário argentino, pela primeira vez na história do torneio. Foi eliminado pelo Boca Juniors em 1991 e pelo Racing em 2020, embora seu segundo título no torneio foi contra um time argentino: River em 2019.
  • Vitinho, do Flamengo, anotou sua primeira 'dobradinha' na CONMEBOL Libertadores no jogo contra o Defensa y Justicia. O jogador do Flamengo conseguiu anotar em só um jogo a mesma quantidade de gols que teve em seus outros 25 encontros no torneio.
  • Diego Alves e Diego conquistaram sua 17ª vitória com o Flamengo na CONMEBOL Libertadores, ficando no quinto lugar entre os jogadores com mais vitórias no Flamengo na história do torneio.

 

 

 

AFP / OPTA